Entregas grátis em Portugal Continental - encomenda mínima de 10,00€
10% de desconto na tua primeira compra, código promocional: WELCOME1
Sobre nós | Pontos LivGood
Carrinho de Compras

Suplementos, sim ou não? Saiba para que servem e por que os deve tomar

Aug 31, 2022

By LivGood Team

Suplementos, sim ou não? Saiba para que servem e por que os deve tomar

O organismo tem necessidades diferentes ao longo do ano, consoante a estação, a alimentação,

e até mesmo o estado de espírito. O que, por vezes, pode estar a faltar nas refeições que

ingerimos todos os dias, podemos encontrar em suplementos vitamínicos.

Mas quando é que os devemos tomar? Primeiro, é possível que o seu corpo lhe dê alguns sinais

de alguma deficiência nutricional - as mais comuns, e dependendo do tipo de vitamina em falta,

são visíveis na pele, no cabelo, e até em sintomas como fadiga, cansaço e sono. Segundo, é

importante esclarecer que antes de tomar qualquer suplemento, deve consultar um nutricionista

ou um médico, fazer exames, e avaliar a necessidade de suplementação.

Esta prática tem sido cada vez mais comum em Portugal, uma vez que, de acordo com um

inquérito realizado pela Deco Proteste, no ano passado 4 em 10 (ou 41%) portugueses

consumiram suplementos alimentos. A pandemia contribuiu para estes dados, visto que a maior

procura recaiu sob suplementos para melhorar o sistema imunológico (61%). Mas não só.

Os portugueses procuraram também ter mais energia (60%), restabelecer os níveis de vitaminas

e minerais no organismo (52%), melhorar e memória (31%) e diminuir a ansiedade e o stress

(28%).

Vitaminas, minerais, amino-ácidos, enzimas, antioxidantes ou probióticos, são alguns dos tipos

de suplementos que existem no mercado, disponíveis nas mais variadíssimas formas: cápsulas,

pós, líquidos ou gomas. Por norma, são tomados apenas com água ou misturados noutro tipo de

líquido e muitos deles já estão disponíveis em versões vegetarianas e veganas.

A oferta já é vasta, mas há algumas coisas que deve ter em conta antes de os tomar:

- Os suplementos não substituem alimentos. Por norma, estes produtos devem servir como

complemento à alimentação diária, ou seja, não é por tomar uma vitamina específica que não

deve consumir alimentos ricos nessa mesma vitamina. O objetivo é oferecer ao organismo

todos os nutrientes necessários para uma vida saudável que, por diferentes motivos, podem

estar em falta.

- Pode não ser seguro tomar todo o tipo de suplementos. E porquê? Porque há suplementos

vitamínicos que podem interferir com alguma medicação que possa estar a tomar. Isto serve

também para grávidas ou crianças, por isso, deve sempre confirmar que aquele produto é

seguro para si.

- Procure pelas marcas certas. Como já foi dito anteriormente, a oferta vitamínica é vasta e

variada, mas muita não é regulada. Deve optar por marcas que sejam reconhecidas e credíveis,

que ofereçam produtos de qualidade e com segurança.

- Esteja atento aos efeitos secundários. Por exemplo, a ingestão de ferro pode causar efeitos

secundários como obstipação, náuseas ou dores de cabeça. Mas os suplementos à base de

plantas também podem alguns efeitos associados, como alergias, alteração da pressão arterial

ou batimentos cardíacos irregulares.

Estes são apenas alertas. Os suplementos podem ser uma verdadeira ajuda no reforço de certas

vitaminas e nutrientes. Os mais comuns são:

- Vitamina D. Ajuda a regular a quantidade de cálcio e fósforo, sendo que tem uma ação na

saúde dos ossos e dos músculos.

- Vitamina B12. É essencial para o metabolismo, ajudando com o cansaço e fadiga, contribuir

para o normal funcionamento do sistema nervoso e para a produção de glóbulos vermelhos.

- Cálcio. Mais presente nos ossos e nos dentes, a falta deste mineral é mais sentida em

mulheres na menopausa e pode traduzir-se na degradação dos ossos.

- Ácido fólico. Faz parte do complexo B e está diretamente ligado ao desenvolvimento das

células responsáveis pelo crescimento humano.

- Ómega-3: os ácidos gordos essenciais Ecopentaenóico (EPA) e Docosahexaenóico (DHA) são

essências para normal função cardiovascular. O DHA é ainda relevante para a boa função

cerebral. O que torna este suplemento muito procurado por estudantes na altura de testes.

Back